Ekadasi

(Tradução para o português do capítulo do livro Sri Guru Darsana, biografia de Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja escrita por Sriman Premananda Prabhu)

Srila Trvikrama Maharaja, Srila Gurudeva e Srimam Premananda Prabhu

Srila Gurudeva estritamente observava Ekadasi e enfatizava a importância de se seguir apropriadamente este vrata. No Ekadasi (décimo primeiro dia de cada quinzena lunar), Srila Gurudeva costumava fazer o parikrama de Mathura, Vrndavana ou Govardhana com os devotos.

Todos os residentes do templo jejuavam o dia inteiro ou, pelo menos, até o anoitecer, após o Gaura Arati, momento em que então ingeriam alguns poucos punhados de raízes e frutas preparados de maneira simples. No verão, compartilhavam batatas cozidas com sal de rocha e um pouco de iogurte ou limão. Quase todos jejuavam o dia inteiro sem beber água e passavam a noite absortos em harinama e kirtana. Srila Gurudeva convidava os residentes de Mathura e de locais próximos a seguir Ekadasi no templo. Ele lhes dizia: “Venham para o templo, cantem kirtana e ouçam harikatha!”

Srila Gurudeva descreveu o método dos suddha bhaktas para se seguir Ekadasi. Durante seu harikatha disse: “Algumas pessoas seguem Ekadasi somente para abandoná-la mais tarde em sua vida. Isso é como rejeitar Laksmi ou a própria mãe, ou trazer a noiva para casa após o casamento para então se divorcia dela. Tais pessoas nunca estão preparadas para abandonar seus hábitos pecaminosos e suas más qualidades, entretanto, estão prontamente aptas para parar de seguir Ekadasi, a mãe da devoção que manifesta bhakti em nossos corações e nos auxilia a obter nosso corpo espiritual na morada transcendental.

Em certa ocasião, um sannyasa de quase noventa anos perguntou a Srila Gurudeva: “Tenho seguido Ekadasi por mais de oitenta anos. No sastra afirma-se que uma criança muito nova com menos de oito anos ou um homem com mais de oitenta não precisa observar um jejum de grãos no Ekadasi. Estou muito velho agora. Você ficaria ofendido se eu não seguisse Ekadasi pelo resto dos meus dias?”

“Depois de 80 anos seguindo”, Srila Gurudeva perguntou, “você ainda não desenvolveu um relacionamento com Ekadasi-devi? Agora quer rejeitá-la? Se você abandonar Ekadasi terá que também abandonar este local. Rejeitará Ekadasi tão somente para encher a barriga? Uma pessoa pecaminosa assim como você não pode ser encontrada em lugar nenhum. Por permanecer aqui somente irá poluir os demais com suas ideias desprovidas de fé. Tocar mesmo a sombra de uma pessoa que seja contrária a Ekadasi, isto é contaminante.” Ao ouvir isto, o sannyasi se desculpou e prometeu seguir continuamente Ekadasi.

Srila Gurudeva instruía as pessoas de fé sobre como se ocupar durante o Ekadasi: “No Ekadasi restrinja o contato dos sentidos com os objetos mundanos e os ocupe exclusivamente em Hari bhakti, pratique os membros da devoção em sadhu-sanga, siga o exemplo de Ambarisa Maharaja, conforme descrito no Bhagavatam:

sa vai manah krsna-padaravindayor
vacamsi vaikuntha-gunanuvarnane
karau harer mandira-marjanadisu
srutim cakaracyuta-sat kathodaye

mukunda-lingalaya-darsane drsau
tad-bhrtya-gatra-sparse 'nga-sangamam
ghranam ca tat-pada-saroja-saraubhe
srimat-tulasya rasanam tad-arpite

padau harer ksetra-padanusarpane
siro hrsikesa-padabhivandane
kamam ca dasye na tu kama-kamyaya
yathottamsloka-janasraya ratih


Srimad-Bhagavatam 9.4.18-20

Ambarisa Maharaja sempre se ocupava na adoração a Krsna por fixar sua mente na lembrança dos pés de lótus Dele; ocupar sua língua em descrever sobre os nomes, formas, qualidades e passatempos de Krsna; seus ouvidos em ouvir sobre os tópicos relacionados a Krsna; seus olhos em ver a bela forma da Deidade; seu sentido do tato em experimentar a felicidade de servir aos pés dos bhaktas de Krsna; suas narinas em cheirar os objetos fragrantes tais como Tulasi e chandan que foram oferecidos aos pés de lótus de Krsna; seus pés em andar ao redor da morada de Krsna; e sua cabeça em oferecer reverências a Krsna e Seus devotos. Ele, deste modo, controlava todos os seus sentidos e os ocupava no serviço a Bhagavan.

“O pecado reside nos grãos no dia de Ekadasi”, Gurudeva disse, “assim, aqueles que consomem grãos neste dia de fato comem pecado. Aceitar grãos no Ekadasi é equivalente ao pior tipo de associação e arruinará a vida espiritual de um sadhaka. Cuidadosamente siga Ekadasi no dia apropriado de acordo com os cálculos astrológicos; quando o Ekadasi é tocado pelo Dasami ou Dvadasi – o décimo ou o décimo segundo dia da quinzena lunar – siga então o voto de Ekadasi no Dvadasi, o qual passa a ser considerado Maha-dvadasi. Se você acidentalmente quebrar o vrata, deve se arrepender e jejuar no dia seguinte. Na manhã do Ekadasi, faça arcana para Ekadasi-devi, assim como se faz para as Deidades de Bhagavan.

Quando era um menino, Nimai Pandita solicitou que Sua mãe lhe concedesse um desejo. Quando ela concordou, Ele lhe pediu para diligentemente seguir Ekadasi. Quando Nimai pediu as oferendas preparadas por Hiranya e Jagadisa, Ele demonstrou que no Ekadasi o Senhor não jejua. No Ekadasi, deve-se preparar oferendas opulentas para a Deidade, e, ao mesmo tempo, deve-se pessoalmente jejuar.

Srila Gurudeva instruiu: “Todo Ekadasi você deve refletir sobre o quanto progrediu ou retrocedeu em sua devoção. Assim como um comerciante verifica a contabilidade levantando os ganhos e perdas. Você deve pensar no quanto ocupou seus sentidos ao longo das últimas duas semanas no serviço a Bhagavan e o quanto de seu tempo gastou em recreação ou buscando coisas tolas. As pessoas comuns seguem Ekadasi esperando por resultados materiais. Alguns dizem: “Bhagavan está muito, muito distante”ou “Estou sofrendo com tanta dor em meu corpo”. É raro encontrar uma pessoa que siga Ekadasi em busca de bhakti pura e prema. Sempre haverá dor enquanto estivermos neste corpo e estivermos identificados com ele. A alma está sofrendo neste corpo e encontra-se, assim, desconsolada. Como podemos obter a liberação desta condição miserável?”

“Todas as almas tem seus próprios sentimentos, desejos e formas espirituais. Atualmente, entretanto, tudo está encoberto no estado condicionado. Sri Hari misericordiosamente envia Ekadasi para auxiliar todas as almas a se tornarem estabelecidas em suas formas espirituais. Ekadasi-devi é a mãe da devoção. Assim como uma mãe primeiramente nutre e protege o embrião em seu ventre por nove meses e depois mantém aquele bebê junto dela após o nascimento provendo o leite de seu seio e cuidando dele dia e noite, similarmente, Ekadasi-devi cuida dos sadhakas que se rendem à ela, protegendo-os das ameaças e os nutrindo com potência espiritual. Ela os prepara para obter suas formas espirituais perfeitas e eternas, os treina em seus serviços eternos e lhes dá muitos amigos para lhes auxiliarem a avançar.”

Srila Gurudeva concluiu “Ekadasi-devi protege aqueles que, desejando, seguem apropriadamente as suas regulações. Todos os parentes ajudam um bebê após o nascimento, mas se não houver mãe, então não há mais nenhum ponto, pois não há como haver nascimento e, por consequência, não haverá relacionamento com ninguém. Ekadasi-devi é a mãe da devoção. Por se seguir Ekadasi-vrata, todos os demais vratas são auxiliares, assim como os parentes. Aqueles que seguem diferentes vratas mas se esquivam de Ekadasi, são extremamente desafortunados. São como aqueles que deixam Ganga para se banhar num poço ou piscina sujos. Nenhum vrata é tão benéfico quanto Ekadasi-vrata, portanto, observe rigorosamente os votos no dia de Ekadasi

Muitas famílias em Mathura foram inspiradas pelo conselho de Srila Gurudeva e passaram a seguir seriamente Ekadasi. Elas traziam muitas oferendas para Thakuraji, enquanto elas mesmas jejuavam.